“Dalva e Herivelto, uma canção de amor”, conheça história, elenco, imagens e vídeo da nova minissérie da Globo

27


Em janeiro a Globo apresenta, em cinco episódios, a minissérie “Dalva e Herivelto, uma canção de amor”, que conta a história, baseada em fatos reais, do famoso casal de músicos que viveu um intenso romance entre as décadas de 30 e 40.

A trama se inicia com Dalva de Oliveira (Adriana Esteves) em 1972, quando ela já estava prestes a morrer. Daí, ela passa a relembrar os momentos que viveu junto a Herivelto Martins (Fábio Assunção), desde quando se conheceram em 1936, no Teatro Pátria, no Largo da Cancela em São Cristóvão.

A história trará os grandes momentos da carreira do casal, com a ascenção com o Trio de Ouro, formado por Dalva, Herivelto e Nilo Chagas (Maurício Xavier) e seu sucesso por todo Brasil, passando pela separação do grupo, com Dalva vindo a seguir carreira solo. Tudo com ênfase na relação do casal, mostrando a convivência, amores e desentendimentos, o casamento, o sucesso artístico, o divórcio, até o falecimento da cantora.

A direção da minissérie é de Dennis Carvalho, que teve a responsabildade de retratar uma minissérie que se passa em cinco décadas distintas. “As pessoas que ainda estão vivas e conviveram com o casal nos ajudaram muito. O difícil foi achar lugares no Rio de Janeiro que ainda conservem a arquitetura deste período. Mas, no final, ficou muito bonito”, contou Dennis.

Detalhes como figurino, maquiagem e computação gráfica foram intensamente trabalhados para que tanto os personagens quanto as locações, todas elas realizadas no Rio de Janeiro, Niterói e Petrópolis, ficassem com a maior fidelidade possível aos elementos originais.

“Dalva e Herivelto, uma canção de amor”, é de autoria de Maria Adelaide Amaral, com a colaboração de Geraldo Carneiro e Letícia Mey. A estréia está prevista para o dia 04 de janeiro de 2010.

Abaixo você confere um vídeo com uma prévia do seriado, mostrando várias cenas. Logo depois tem todo o elenco e seus respectivos personagens, seguidos de descrições detalhadas de cada um:

Dalva De Oliveira (Adriana Esteves) – Dalva de Oliveira embalou o Brasil com sua voz no samba-canção. Grande cantora, ela deslanchou como estrela ao lado de Herivelto Martins e Nilo Chagas. O conjunto logo ganhou o título de “Trio de Ouro” e Dalva brilhou no auge do sucesso da Rádio Nacional. Está até hoje na memória popular brasileira por suas músicas e pela paixão por seu primeiro marido, Herivelto Martins. Sua trajetória, no entanto, é composta por momentos altos e baixos, por conquistas gloriosas e perdas notórias.

Herivelto Martins (Fabio Assunção) – Herivelto Martins foi um marco na história da música brasileira. Além dos sucessos que compôs, foi também o inventor do apito como instrumento rítmico, o primeiro sambista a compor sobre a vida no morro e um grande cronista musical do Rio de Janeiro. Era rígido e disciplinador. Produzia tudo em seus shows, desde o repertório até os arranjos, figurinos e coreografia. Sua maior criação, provavelmente, tenha sido Dalva de Oliveira.

Pery (Gabriel Moura/Thiago Fragoso) – Pery é o filho primogênito do casal Dalva de Oliveira e Herivelto Martins. Muito apegado à mãe, ele sempre se ressentiu do jeito distante e inflexível do pai. É enviado com seu irmão para um colégio interno durante o processo de divórcio dos pais, e sofre muito com as pressões da sociedade, curiosa para saber detalhes da briga conjugal. Mesmo contra a vontade paterna, se torna cantor e faz carreira internacional.

Bily (Yago Machado/Thiago Mendonça) – Bily é o segundo e último filho do casal Dalva de Oliveira e Herivelto Martins. Ao contrário do irmão mais velho, não toma partido na briga dos pais.

Rick Valdez (Pablo Belini) – Rick Valdez é um personagem fictício, segundo marido de Dalva de Oliveira. Músico mexicano, ele conhece a cantora em uma de suas apresentações no Cassino da Urca. Seduz Dalva mais pelo seu charme e bons modos do que pela sua aparência física. Apaixonado, pretendia transformar a esposa em uma verdadeira dama.

Dorival (Leonardo Carvalho) – Dorival é um personagem fictício, terceiro marido de Dalva de Oliveira. Se conhecem em uma boate, ele bem mais novo do que ela.

Alice Do Espírito Santo de Oliveira (Denise Weinberg) – Alice é a mãe de Dalva de Oliveira e responsável pelo nome artístico da filha. “Alice Portuguesa”, como era conhecida, parou de trabalhar fora para se dedicar aos cuidados da família, principalmente da primogênita.

Nair (Adriana Salles) – Nair é irmã de Dalva de Oliveira. Também faz coro para a cantora, mas tem um temperamento mais retraído. Gosta dos afazeres domésticos e frequenta a casa de Dalva com regularidade.

Margarida – Margarida é a segunda filha de Alice (Denise Weinberg), cinco anos mais nova que Dalva de Oliveira. Ajuda Dalva fazendo coro em suas apresentações. É cantando que se realiza, pois tem uma bela voz.

Severina, Lila (Janaína Prado) – Lila, como gostava de ser chamada, é a filha caçula de Alice (Denise Weinberg) e a irmã mais chegada à Dalva de Oliveira. Foi cantora de bailes e boates.

Seu José – Seu José é o segundo marido de Alice (Denise Weinberg). Conheceu a esposa em São Paulo e assumiu as crianças de Alice como se fossem suas.

Lurdes Torelly Martins (Maria Fernanda Cândido) – Lurdes é uma aeromoça de família gaúcha tradicional. Era divorciada quando Herivelto Martins a conheceu, a bordo de um avião. O compositor sentiu amor à primeira vista. Ela fez de tudo para não ceder aos encantos do famoso artista, até que ele finalmente a ganhou. Lurdes é de uma bondade tão grande que até a amizade de Dalva ela conquista. É ela quem organiza as festas de família, compra os presentes de Natal, cuida do banco e da correspondência, mas nunca faz qualquer serviço doméstico. Gosta de receber os filhos dos outros casamentos do marido, tratando-os sempre com muito carinho.

Nilton Sérgio – Nilton é o filho de Lurdes, de seu primeiro casamento com Francisco. Foi criado pela avó Sílvia Torelly (Yaçanã Martins) e pelas tias Conceição (Mayana Neiva) e Jane Torelly, pois seu pai não permitia que ele morasse com a mãe e outro homem. Apesar disso, adora Herivelto Martins e o considera seu pai. Se tornou economista.

Fernando José – Fernando é o primeiro filho de Lurdes e Herivelto Martins. Por influência do pai, com apenas cinco anos de idade já sabia tocar pandeiro. Cresceu um menino inteligente e extrovertido.

Yaçanã (Fernanda Curi) – Yaçanã é a única filha mulher de Herivelto Martins, e, como não podia deixar de ser, o xodó do pai. Adora acompanhar a mãe Lurdes (Maria Fernanda Cândido) em suas conversas e passeios. Dotada de imensa vocação artística, acaba se tornando atriz.

Herivelto Filho – Herivelto é o filho caçula de Lurdes (Maria Fernanda Cândido) e Herivelto Martins. O único a nascer loirinho, como o pai era quando criança, também tem muito talento e afinação ao cantar. Em sua adolescência, em 1971, chegou a atuar em uma novela da Rede Globo chamada “Minha Doce Namorada”.

Sílvia Torelly (Yaçanã Martins) – Sílvia é a mãe de Lurdes (Maria Fernanda Cândido), matriarca da família. Ficou viúva cedo, com quatro adolescentes para criar – Lurdes, Conceição (Mayana Neiva), Jane e René (Adriano Petermann). Católica, ela era severa e disciplinadora. Não aceitou inicialmente a corte que Herivelto Martins fazia para a filha, mas depois acabou se acostumando, e até gostando, com novo genro. A atriz que interpreta a personagem, é na vida real a filha de Lurdes e Herivelto. Yaçanã Martins interpreta sua avó materna na minissérie.

Conceição Sílvia Torelly (Mayana Neiva) – Sílvia, como gostava de ser chamada, é tão bonita quanto a irmã mais velha Lurdes (Maria Fernanda Cândido). É uma morena que atrai olhares por onde passa. Tem um caráter desinibido e desenvolto e é muito próxima a Lurdes.

Jane Torelly – Jane é a mais nova e engraçada das irmãs. Tem um temperamento espontâneo, debochado e divertido. É excelente em trabalhos manuais: gosta de costurar, tricotar e bordar. Como Lurdes, é compreensiva e carinhosa.

René (Adriano Petermann) – René é irmão de Lurdes (Maria Fernanda Cândido).

Antoninho (Carlo Porto) – Antoninho é um personagem fictício, comissário de bordo e amigo de Lurdes (Maria Fernanda Cândido).

Nacib (Luiz Araújo) – Nacib é amigo de Dalva de Oliveira e fã número um da cantora. Eles se conhecem quando Nacib tem apenas 14 anos, e o rapaz se torna confidente da artista até sua morte.

Edith (Daniela Fontan) – Edith começou a carreira como empregada de Dalva de Oliveira, mas acabou se tornando sua assessora. Ela saiu de Pernambuco ainda adolescente para trabalhar como camareira da artista. A afinidade entre elas, porém, é tanta, que Edith vira fiel escudeira, confidente, governanta, babá, e tudo mais que se possa imaginar.

Dona Glorinha (Guida Vianna) – Dona Glorinha é diretora e professora do internato em que Pery (Gabriel Moura/Thiago Fragoso) e Bily (Yago Machado/Thiago Mendonça) ficam durante a separação dos pais.

Herculano (Jackson Costa) – Herculano é um personagem fictício, um pai de santo que aconselhou Herivelto Martins por toda a vida. Tem um temperamento doce e gentil.

Grande Otelo (Nando Cunha) – Grande Otelo, pseudônimo de Sebastião Prata, é grande amigo de Herivelto Martins. Ator, compositor e cantor consagrado, Grande Otelo e Herivelto se conheceram em um botequim da Praça Tiradentes. Logo se tornaram amigos e parceiros profissionais. Otelo era a grande estrela do Cassino da Urca em seus tempos áureos, mas mesmo assim nunca deixou de frequentar a casa de Herivelto e Dalva de Oliveira.

Benedito Lacerda (Emílio de Mello) – Benedito Lacerda é um compositor, flautista e maestro brasileiro. Nasceu em Macaé, no estado do Rio de Janeiro, mas ainda adolescente se mudou para o bairro Estácio, berço do samba. Alia a experiência de flautista da Banda da Polícia Militar ao convívio com os chorões e bambas do Estácio. Acompanha quase todos os craques da música brasileira e se torna amigo de Herivelto Martins já na década de 30.

Margot (Leona Cavalli) – Margot é uma personagem fictícia, que nasceu no mesmo ano e mês que Dalva de Oliveira. Ela faz parte do coro RCA Victor, mas sua voz nunca foi especial o bastante para que se destacasse. A vida de Dalva de Oliveira era justamente a que queria ter. Gostaria de ser uma grande cantora e de ter se casado com Herivelto Martins, por quem nutriu uma paixão secreta. Por isso, se torna uma falsa amiga de Dalva e passa a se empenhar dia e noite na destruição do casamento da artista.

Marino Pinto (Marcos Acher) – Marino é um compositor que teve suas letras gravadas por diversos intérpretes de primeiro time. A partir de 1947, passa a compor com Herivelto Martins. Depois, no entanto, por Dalva de Oliveira cantar letras suas durante a polêmica separação, Herivelto rompe relações com Marino.

Ataulfo Alves (Pedro Lima) – Ataulfo Alves é um dos maiores sambistas do Brasil. Filho de violeiro, sanfoneiro e repentista, aos oito anos de idade já compunha seus primeiros versos, em resposta aos improvisos e repentes do pai. Por Dalva de Oliveira ter usado uma música sua – Errei, sim – na polêmica pós-separação, ele ganhou a inimizade de Herivelto Martins. Mal sabia Herivelto que a canção já havia sido composta muito tempo antes.

Nilo Chagas (Maurício Xavier) – Nilo Chagas só passa a constar nos registros da música brasileira quando forma a dupla Preto e Branco com Herivelto Martins. Depois, com a inclusão de Dalva de Oliveira e a formação do ‘Trio de Ouro’, sua voz grave passa a fazer uma ótima contraposição às vozes agudas dos outros dois parceiros. Nilo ainda participou da segunda formação do ‘Trio de Ouro’, já sem Dalva de Oliveira, mas depois abandonou o grupo e não deu continuidade a sua vida artística.

Vicente Paiva (Gustavo Gasparani) – Vicente é músico e cantor, diretor musical do Cassino da Urca entre 1934 e 45. Ele e sua esposa Amália (Susana Ribeiro) são muito amigos de Herivelto Martins e Dalva de Oliveira, acompanhando-os inclusive na excursão à Venezuela.

Amália Paiva (Susana Ribeiro) – Amália Paiva é esposa de Vicente Paiva (Gustavo Gasparani).

César Ladeira (André Correa) – César Ladeira é um famoso radialista, que tinha a mania de criar epítetos para os cantores. Ele, a princípio, não gostava de Dalva de Oliveira, e sempre suprimia suas canções da programação da rádio Mayrink Veiga. Anos depois, no entanto, foi o responsável por criar o nome ‘Trio de Ouro’.

Francisco Alves (Fernando Eiras) – Francisco Alves, ou o ‘Rei da Voz’, como era conhecido, é um dos maiores cantores brasileiros de todos os tempos. Gravou diversas músicas compostas por Herivelto Martins e fez também dois duetos com Dalva de Oliveira.

Dercy Gonçalves (Fafy Siqueira) – Dercy Gonçalves, nome artístico de Dolores Gonçalves Costa, é uma atriz tão autêntica que sua trajetória dispensa apresentações. Oriunda do teatro de revista, ficou conhecida pelo bom humor. Era irreverente e se consolidou como um dos maiores nomes do teatro de improviso no Brasil. Na trama, Dercy entra na vida de Dalva de Oliveira e Herivelto Martins por conta da viagem que eles fazem à Venezuela.

Marlene (Rita Elmôr) – Marlene, nome artístico que adotou inspirada na atriz e cantora alemã Marlene Dietrich, é uma das cantoras mais populares do Brasil. Eleita como “Rainha da Rádio” em 1949 e 50, tinha famosa disputa com Emilinha Borba (Soraya Ravenle). A rivalidade entre as duas, no entanto, contribuiu para que ambas alcançassem popularidade estrondosa em todo o país.

Emilinha Borba (Soraya Ravenle) – Emilinha Borba talvez tenha sido a figura mais popular do rádio brasileiro, permanecendo na Rádio Nacional por 27 anos. É amiga de Dalva de Oliveira e fica ao seu lado após a separação.

Linda Batista (Cláudia Netto) – Linda Batista, filha do humorista Batista Junior, desde cedo já sabia que sua vocação era a música. Aos dez anos de idade, já compunha canções e, aos 18, foi eleita a “Rainha da Rádio”, título que manteve por onze anos, até 1948. É amiga de Dalva de Oliveira e fica ao seu lado após a separação.

Dircinha Batista (Luciana Fregolente) – Dircinha Batista, como ficou conhecida Dirce Grandino de Oliveira, ganha o título de “Rainha do Rádio” em 1948. Assim como a irmã de Linda Batista (Cláudia Netto), ela era uma criança prodígio e gravou seu primeiro disco aos oito anos de idade. As duas freqüentam a casa de Dalva de Oliveira e Herivelto Martins e apóiam a cantora após sua separação.

Orlando Silva (Édio Nunes) – Orlando Silva ficou conhecido como o “Cantor das Multidões”, epíteto que ganhou do locutor Oduwaldo Cozzi. É o primeiro cantor a ter programa exclusivo na Rádio Nacional. Amigo de Dalva e Herivelto, frequenta a casa do casal.

David Nasser (Jandir Ferrari) – David Nasser é um jornalista brasileiro que ficou conhecido pelas “grandes reportagens”, gênero que misturava a pesquisa de campo com a opinião do repórter. Dá grande incentivo para que Herivelto Martins publique no jornal “Diário da Noite” os artigos contra a ex-mulher Dalva de Oliveira.

César de Alencar (Marcelo Laham) – César de Alencar, como ficou conhecido Ermelindo César de Alencar Mattos, é um radialista, ator de cinema e apresentador de televisão. Recebe no palco de seus programas o ‘Trio de Ouro’.

Estela (Ellen Roche) – Estela é uma personagem fictícia, uma corista, com quem Herivelto Martins flerta.

Gostou? Então Clique no Botão +1 e Curta no Facebook!





Receba novidades sobre "“Dalva e Herivelto, uma canção de amor”, conheça história, elenco, imagens e vídeo da nova minissérie da Globo" e outros posts do Entretendo. Cadastre-se:

Comente no Facebook!

27 Comentários

  1. Ronilson disse:

    E os amigos de Dalva tbem, os amigos verdadeiros que não são lembrados na mídea, como o Alexandre de Ramos. se o diretor procurasse mesmo em fotos e v´deos veria a meaca presente dele sempre ao lado dela !!!!
    Isso é revoltante.

  2. Ronilson disse:

    Cadêa Gigi uma filha de Dalva de Oliveira esquecida pelos irmãos Bili e Peri Ribeiro?
    Será que ela não foi comentada nessa minissérie a pedido dos próprios irmão que dizem que ela é bastarda?
    Erro gravíssimo do diretor da minissérie !!!!
    Ela Canta tão bem quantoa Mãe !!!

  3. ana luiza azulay disse:

    olha ,não condenem as pessoas que vcs não conhecem,,,,Deus não gosta .

  4. Fernanda disse:

    Dalva foi e sempre será a maior voz que o Brasil já teve! Mulher e mãe amantíssima, sofreu e morreu por amor! Jamais a esquecerei! Tempos onde a música popular brasileira fazia a diferença! A mini série me fez recordar desses tempos gloriosos principalmente do Rio de Janeiro. Uma pena ela ter ficado sem seu amor…

  5. clineida Jacomini disse:

    como os personagens(maridos) de Dalva são nesse site considerados ficticios se a propria filha do segundo, q esta doente e mora na favela se insurgiu contra Maria Adelaide Amaral e a Globo p ter sido omitida da minisserie? Realmente ela nem foi citada!

    • Ronilson disse:

      Pois é minha querida , acabei ede postar isso mais embaixo, uma filha que foi esquecida, e vive numa favela em vigário geral. e ninguem quer saber disso, mantenho contato com ela até hoje e graças a Deus posso ajuda-la e incentiva-la.

Faça o seu Comentário

© Copyright Entretendo.com 2007/2009. All rights reserved.
Theme Junkie Modificado e Otimizado. Políticas de Privacidade.