Descanse em paz, Glauco

1

Sei que as pessoas buscam por notícias legais sobre quadrinhos, às vezes para ver os spoilers que eu gosto de colocar, mas infelizmente hoje uma notícia me entristeceu demais para falar de qualquer outro assunto.

Foi um baque entanto quando entrei ontem para preparar essa matéria e me deparei com a notícia que o cartunista Glauco Villas Boas, 53 anos, criador das personagens Geraldão e Geraldinho e co-criador dos quadrinhos Los Três Amigos, junto com Angeli e Laerte, foi assassinado na madrugada desta sexta-feira, com seu filho Raoni Villas Boas, 25 anos, a tiros em sua residência em Osasco, na Grande São Paulo. A polícia já ouviu uma testemunha que diz ser o jovem Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, 24 anos, estudante que freqüentava a Igreja Céu de Maria, fundada pelo cartunista, o autor do crime. O jovem tinha livre acesso à casa de Glauco, pois lá era sede da Igreja.

Além de suas personagens, Glauco também fazia charges políticas para o jornal Folha de São Paulo. O presidente José Inácio Lula da Silva deu uma coletiva lamentando o assassinado, afirmando ser uma “verdadeira tragédia” e “perda tremenda”, pois o cartunista “entendia os usos e costumes da nossa gente e expressava isso com inteligência e humor”, nas palavras do presidente.

Neste sábado, após 18 horas de velório, Glauco e seu filho foram enterrados as 09h30min da manhã, no cemitério Gethsêmani Anhanguera, zona norte de São Paulo.

Várias formas de homenagens surgem pela internet, principalmente no Twitter, onde mensagens de paz e para o cartunista foram postas no decorrer da sexta-feira. O evento de humor Risadaria, no qual Glauco participaria, já prepara uma maneira de homenageá-lo. De acordo com o curador do evento, o apresentador Paulo Bonfá, a ideia é usar uma das obras que ele cedeu para a mostra, dando a ela destaque maior do que a do outros cartunistas participantes. Cartunistas também deixam suas homenagens, Marco Oliveira desenhou uma charge de Los Três Amigos largando as armas, pedindo paz, Bira Dantas e Mario Cau mostram a tristeza das personagens de Glauco com sua morte prematura e Caio Zouk homenageia Glauco e Henfil, outro cartunista de renome, se encontrando no céu para desenhar.

Glauco começou carreira em 1976 no jornal Diário da Manhã. Em 1984 foi para o jornal Folha de São Paulo aonde criou a maioria de suas personagens. Foi redator do quadro humorístico TV Pirata e da TV Colosso, ambos da Rede Globo. Em 1977, o cartunista ganhou dois prêmios: um no Salão Internacional de Humor de Piracicaba e outro na 2ª Bienal de Humorismo y Gráfica de Cuba. Adepto do Santo Daime, ele fundou a Igreja animista Céu de Maria, que é uma prática religiosa cristã, ecumênica, que repudia todas as formas de intolerância religiosa. O local de culto se encontra no terreno de sua residência.

Glauco nos deixa um legado grande de personagens, pois além de Geraldão e sua versão mais light, Geraldinho, ele também criou o Casal Neura, Cacique Jaraguá, Nojinsk, Edmar Bregmam, Zé Malária, Ozetês, Faquinha, Dona Marta, Zé do Apocalipse, Doy Jorge, Ficadinha, Vicente Tarente e Netão, além da co-criação com outros grandes cartunistas, Laerte e Angeli, dos quadrinhos Los Três Amigos, lançados na Revista Chiclete com Banana.

Peço desculpa a todos, mas meu modo de homenagear Glauco Villas Boas, cartunista, grande criador de personagens, é fazer esta matéria e não falar de mais nada. Este é o meu minuto de silêncio!

Gostou? Então Clique no Botão +1 e Curta no Facebook!




Tags:

Receba novidades sobre "Descanse em paz, Glauco" e outros posts do Entretendo. Cadastre-se:

Comente no Facebook!

01 Comentário

Faça o seu Comentário

© Copyright Entretendo.com 2007/2010. All rights reserved.
Theme Junkie Modificado e Otimizado. Políticas de Privacidade.