San Diego Comi-Con, vencedores do Eisner Awards 2009, Frank Miller em 300: Parte2, Marvel bombando e DC pulp

2

O texto abaixo contém SPOILERS, portanto leia por sua conta e risco

Um dos maiores eventos nerds se iniciou esta semana, a San Diego Comic-Con, que completa 40 anos e lança o livro “Comic-Con 40 Years of Artists, Writers, Fans & Friends”, com capa de Sérgio Aragonés (Groo, o Errante). O livro junta 620 imagens dos seus quarenta anos, dentre elas, desenhos de Jack “The King” Kirby, Will Eisner, Frank Miller entre outros. Lógico que se foi o tempo que o evento se dedicava somente a quadrinhos e objetos ligados ao gênero, mas é durante o Comic-Con que acontece o “Oscar” da indústria quadrinhistica, o Eisner Awards. Os ganhadores estarão no final deste post.

Agora, como já mencionei Miller, vamos começar com ele. Frank Miller, conhecido pelos grandiosos sucesso dos quadrinhos Daredevil: Born Again, Ronin, Batman: The Dark Knight Strikes Again, Elektra: Assassin, Batman: Year One, 300, Sin City, chegou a fazer uma visita ao um de seus sucessos, ao lançar DK2 e não se saiu muito bem. Pois bem, ele pretende fazer o mesmo com 300, que até foi parar nas telas de cinema. Meu medo é que, Miller cometa o mesmo erro que da outra vez e estrague algo que ele mesmo desenvolveu e tornou fantástico.

Indo para a Marvel, Frank Castle, o Justiceiro, está voltando às páginas da Marvel Max, pelas mãos dos talentosos Jason Aaron (Wolverine) e Steve Dillon (Preacher). Como todos sabem, a ideia da série MAX é atingir o público maior de 18 anos, com mais violência e fora da cronologia das revistas da Marvel, por isso mesmo Justiceiro tem sua série mensal no universo “normal”. A nova série do Justiceiro MAX começará a partir da número 1 e contará com novas versões de Wilson Fisk, o Rei do Crime, e o Mercenário. Na verdade é uma revisita de Dillon ao personagem, já que ele desenhava o Justiceiro – com grande sucesso – em Punisher: War Zone.

Na semana passada falei da Amazing Spider-Man #600, com um spoiler pra lá de sério, agora venho falar de Incredible Hulk #600, que deverá revelar a verdadeira identidade do Hulk Vermelho, com participações do Homem-Aranha, Doutor Samson e Abominável. As capas ganharam desenhos de Alex Ross na primeira capa e uma capa-poster de Ed McGuiness (Superman/Batman), que desenha o interior da revista, com roteiro de Jeph Loeb (Spider-Man: Blue).

E com notícias bombando sobre Homem-de-Ferro, o herói ganhará vários especiais, além de uma minissérie que contará a origem da espiã russa, a Viúva Negra. Black Widow: Deadly Origin tem roteiro de Paul Cornell (Capitain Britain) e desenhos de Tom Raney (X-Men).

Já na DC Comics, a editora pretende reunir os grandes personagens da literatura pulp numa minissérie. A série, escrita por Brian Azzarello (100 Bullets) e desenhada por Rags Morales (Indentity Crisis), se chamará First Wave, e reunirá os personagens Spirit, Doc Savage, Sombra, O Vingador, Rima e Falcão Negro. Alguns são desconhecidos do grande público, como Rima, mas terão grande destaque na série. Morales revelou que será possível a aparição de outros personagens, mas tudo dependerá do que a editora conseguirá judicialmente, já que alguns não são de domínio público.

Dan DiDio, editor-chefe e vice-presidente sênior da DC Comics, acredita que este será o grande evento da editora e aparenta estar empolgado com isso. Também, ele adora quando a DC aborda as antiguidades ou retoma assuntos “mortos”.

E como prometido, segue a lista dos ganhadores – e somente deles! – do Eisner Awards 2009, que aconteceu na sexta-feira na San Diego Comic-Con. Nem preciso lembrar que todos os envolvidos com o universo dos quadrinhos esperam por este prêmio, já que ele é o mais importante do meio. Vejam os ganhadores:

Melhor história curta:

– “Murder He Wrote”, de Ian Boothde, Nina Matsumoto e Andrew Pepoy, em The Simpsons’ Treehouse of Horror #14 (Bongo)

Melhor série:

– All Star Superman, de Grant Morrison e Frank Quitely (DC)

Melhor minissérie:

– Hellboy: The Crooked Man, de Mike Mignola e Richard Corben (Dark Horse)

Melhor nova série:

– Invincible Iron Man, de Matt Fraction e Salvador Larocca (Marvel)

Melhor publicação para crianças:

– Tiny Titans, de Art Baltazar e Franco (DC)

Melhor publicação para jovens:

– Coraline, de Neil Gaiman, adaptada por P. Craig Russell (HarperCollins Children’s Books)

Melhor publicação de humor:

– Herbie Archives, de Richard E. Hughes e Ogden Whitney (Dark Horse)

Melhor antologia:

– Comic Book Tattoo: Narrative Art Inspired by the Lyrics and Music of Tori Amos, editada por Rantz Hoseley (Image)

Melhor HQ digital:

– Finder (http://www.lightspeedpress.com), de Carla Speed McNeil

Melhor obra baseada em fatos:

– What It Is, de Lynda Barry (Drawn & Quarterly)

Melhor álbum gráfico – inédito:

– Swallow Me Whole, de Nate Powell (Top Shelf)

Melhor album gráfico – republicação:

– Hellboy Library Edition, Vols. 1-2, de Mike Mignola (Dark Horse)

Melhor projeto/coleção arquivo – tiras:

– Little Nemo in Slumberland, Many More Splendid Sundays, de Winsor McCay (Sunday Press Books)

Melhor projeto/coleção arquivo – outros:

– Creepy Archives, de vários (Dark Horse)

Melhor edição estadunidense de material estrangeiro:

– The Last Musketeer, de Jason (Fantagraphics)

Melhor edição estadunidense de material estrangeiro: Japão

– Dororo, de Osamu Tezuka (Vertical)

Melhor escritor:

– Bill Willingham, Fables, House of Mystery (Vertigo/DC)

Melhor escritor/ilustrador:

– Chris Ware, Acme Novelty Library (Acme)

Melhor desenhista/arte-finalista ou dupla desenhista e arte-finalista:

– Guy Davis, BPRD (Dark Horse)

Melhor pintor ou artista multimídia (arte interna):

– Jill Thompson, Magic Trixie, Magic Trixie Sleeps Over (HarperCollins Children’s Books)

Melhor capista:

– James Jean, Fables (Vertigo/DC), The Umbrella Academy (Dark Horse)

Melhor colorização:

– Dave Stewart, Abe Sapien: The Drowning, BPRD, The Goon, Hellboy, Solomon Kane, The Umbrella Academy (Dark Horse), Body Bags (Image), Captain America: White (Marvel)

Melhor letreirização:

– Chris Ware, Acme Novelty Library #19 (Acme)

Melhor periódico relacionado a quadrinhos:

– Comic Book Resources (http://www.comicbookresources.com), produzido por Jonah Weiland

Melhor livro relacionado a quadrinhos:

– Kirby: King of Comics, de Mark Evanier (Abrams)

Melhor design de publicação:

– Hellboy Library Editions, design de Cary Grazzini e Mike Mignola (Dark Horse)

Hall da Fama

Escolha dos juízes:

– Harold Gray
– Graham Ingels

Escolha pelo voto popular:

– Matt Baker
– Reed Crandall
– Russ Heath
– Jerry Iger

Gostou? Então Clique no Botão +1 e Curta no Facebook!





Receba novidades sobre "San Diego Comi-Con, vencedores do Eisner Awards 2009, Frank Miller em 300: Parte2, Marvel bombando e DC pulp" e outros posts do Entretendo. Cadastre-se:

Comente no Facebook!

2 Comentários

Faça o seu Comentário

© Copyright Entretendo.com 2007/2009. All rights reserved.
Theme Junkie Modificado e Otimizado. Políticas de Privacidade.