Turma da Mônica, Marvel, X-Men, Vingadores, Disney, DC, Blackest Night e Alan Moore

4

Contém spoilers, então leia por sua conta e risco.

Você acha as revistas da Turma da Mônica inapropriadas para o público infantil? A pergunta se tornou pertinente graças a uma discussão iniciada pelo jornalista Dioclécio Luz. Não vou me aprofundar nessa discussão, mas o que ele fala é que a Mônica é uma brigona, que não sabe resolver as coisas a não ser na porrada, ensinando assim violência às crianças. Faz comparações com Calvin e Mafalda, mais voltados para um público adulto, completamente diferente do público da turminha. Chega a criticar a excessiva obsessão de Magali por comida e o estilo rústico e “roceiro” do Chico Bento. Fala ainda que as personagens do cartunista Mauricio de Sousa são sem opiniões e conservadores, só que ele parece desconhecer as histórias ou então a visão dele é tão bloqueada que não consegue perceber que a ideia das histórias são divertir o público que não fica ligando se a turma está residindo em prédios ou fazendo discussões politicamente corretas.

Fica difícil ficar imparcial em tal discussão, já que cresci lendo a Turma da Mônica, que foi um dos meus primeiros contatos com quadrinhos. Não sei de onde o jornalista tirou tal visão e qual sua motivação para tamanha crítica as personagens de Mauricio de Sousa, mas ler seu artigo no site Observatório da Imprensa me fez lembrar um momento na história dos quadrinhos no qual o psiquiatra alemão Frederic Wertham, através do seu livro Sedução do Inocente, conseguiu criar uma balbúrdia tamanha que fez com que fosse desenvolvido nos Estados Unidos o Comics Code Autorithy, um tipo de censura para os quadrinhos estadunidenses.

Já que falei sobre o país da Marvel Comics e DC Comics, nos voltemos a eles, começando pela Marvel.

A editora tem várias novidades sobre as novas séries dos Vingadores e a nova saga dos X-Men, mas comecemos com o retorno de Thanos. Quem conhece a história do titã, ele é apaixonado pela Morte e já tentou de todas as formas ganhar seu amor. Após sua aparente – lógico! – morte pelas mãos do ex-arauto de Galactus, Drax, na saga Aniquilação, ele retornará em Guardians of the Galaxy #25, em abril de 2010, e no mês seguinte deve se iniciar a nova saga cósmica da Marvel, Thanos Imperative com a revista Thanos Imperative: Ignation. Nesta nova saga, o Titã louco enfrentará a contra-parte de Adam Warlock, Magus, ressuscitado recentemente, também.

Já nas novidades sobre os Vingadores, a Marvel anunciou outro interlúdio entre a saga The Siege e a nova revista dos Vingadores, ela se chamará “Avengers Prime: The Siege Aftermath” e contará com os três heróis mais importantes da equipe: Homem de Ferro, Thor e Steve Rogers. A história será escrita por Brian Michael Bendis e desenhada por Alan Davis. Uma imagem já está disponibilizada e nela Steve aparece sem o traje de Capitão América e o Homem de Ferro aparece usando a armadura clássica. Além disso, a editora disponibilizou cinco novas imagens da quarta revista ligada aos maiores heróis da Terra, o relançamento de New Avengers. Nas imagens vemos três membros atuais dos Vingadores, uma ex-membro e um membro do Quarteto Fantástico, e como nas outras imagens eles vêm com frases: Homem-Aranha vem escrito “I take responsability for my actions” (“Eu assumo responsabilidade pelos meus atos”), Wolverine tem a frase “I do what’s gotta be done” (“Eu faço o que tem que ser feito”), Luke Cage tem “I’ve never backed down from a fight” (“Eu nunca desisto de uma luta”), Safira (Jewel) – também conhecida como Jessica Jones – vem com a frase “I strive to better myself” (“Me esforço para melhorar a mim mesma”) e o Coisa tem escrito “I put friends and family first” (“Eu coloco os amigos e a família em primeiro lugar”). Veja:

Vendo por esse novo lançamento, já começo a entender melhor a imagem da saga Heroic Age. Diferente de Avengers e Secret Avengers, New Avengers terá lançamento em junho de 2010, quanto a Avengers Academy, nada foi revelado.

Partindo para os X-Men, uma nova imagem foi divulgada referente a série dos mutantes. Diferente das atuais, que vinham com os personagens, essa só vem com o símbolo “X” prateado sobre um fundo dourado, com uma mancha de sangue. Se faz referência ou não a saga Second Coming, que se inicia este mês, não se sabe, mas ela vem com a frase “We Are The X-Men (“Nós somos os X-Men”) e com a data de julho de 2010. Podemos esperar por mais notícias em breve.

Não é exatamente sobre a Marvel, mas ainda fazendo referência a ela, saiu imagens bem estranhas quanto à fusão da editora com a Disney. As imagens farão parte de um artigo que sairá na próxima edição da revista Fast Company, que falará sobre a megacorporação Disney, que amplia a empresa ao comprar a Marvel Entertainment. Nas imagens o Conselho de Administração da Disney Company é transformado em heróis da Marvel, como Steve Jobs (CEO da Pixar e da Apple) de Homem-de-Ferro, Bob Iger (Presidente e CEO da Disney Company) de Capitão América e até Damon Lidelof e Carlton Cuse (produtores da série Lost) aparecem como Gavião Arqueiro e Thor, respectivamente.

Indo para a DC Comics, a editora lança a última capa de Blackest Night, que estava escondida a sete chaves até recentemente. Com arte de Ivan Reis, a capa da edição oito da saga nos trás vários Lanternas seguindo o “messias”, Sinestro, que porta o anel de Lanterna Branco. Essa imagem estava escondida, pois a DC queria manter segredo sobre a transformação de Sinestro em Lanterna Branco, coisa que aconteceu semana passada.

Ainda na editora, mais respectivamente falando sobre o conglomerado que ela faz parte, a Time Warner, foi contratado um novo advogado para tratar do processo referente aos direitos sobre o Superman. Esse não é ninguém menos que Daniel Petrocelli. Se não ligou o nome a pessoa, ele foi o advogado que defendeu a família do homem morto por O. J. Simpson e também responsável pelo ganho de causa da Disney sobre os direitos de royalties da personagem Ursinho Pooh. Esta disputa vem acontecendo desde 1997 e a viúva e filha de Jerry Siegel, Joanne e Laura Siegel, reinvidicam reaver parte dos direitos sobre o homem-de-aço. Ambos os lados já tiveram ganhos significativos, então vamos esperar para ver o que acontece.

Falando de brigas da DC Comics, Kevin O’Neill, desenhista de The League of Extraordinary Gentlemen, veio a público para falar sobre a briga dele e de Alan Moore referente a publicação de Black Dossier. Ele falou que a mudança de editora foi por culpa de Don Murphy, produtor do fracassado filme LXG. Ele falou aos executivos da DC que a revista tratava de personagens que não estão em domínio público, como o agente secreto britânico James Bond. Em entrevista ao Bleeding Cool, Murphy confirmou que havia dito isso e que isso proderia trazer sérias dores de cabeça para a editora, mas também falou que não tem tamanha influência sobre os que eles publicam e ainda chamou O’Neill de cachorrinho de Alan Moore, pois durante as filmagens ele demonstrou tremendo entusiasmo, mas quando Morre veio com seus discursos ácidos contra o filme, tomou partido do escritor. Depois dessas palavras inflamadas de Don Murphy, acredito que isso ainda vai ter muito assunto.

Para fechar, o Los Angeles Times Book Prize, importante premiação criada pelo jornal homônimo, criou uma categoria destinada aos quadrinhos. Criado em 1980, o prêmio possuía nove categorias: Biografia, Interesse Atual, Ficção, Primeira ficção (o Prêmio Art Seidenbaum, adicionado em 1991), História, Categoria Mistério/Thriller (acrescentado em 2000), Poesia, Ciência e Tecnologia (categoria adicionada em 1989) e Ficção para adolescentes (categoria adicionado em 1998), além do Prêmio Robert Kirsch, que premia escritores vivos em evidência. A Categoria de Quadrinhos indicou cinco concorrentes: Luba, de Gilbert Hernandez; GoGo Monster, de Taiyo Matsumoto; Asterios Polyp, de David Mazzucchelli (Batman: Ano Um); Scott Pilgrim vs. the Universe, de Bryan Lee O’Malley e Footnotes in Gaza, de Joe Sacco. Todos os cinco são sucesso de crítica nos Estados Unidos e três deles (os três últimos) serão publicados aqui no Brasil. O Prêmio acontecerá no dia 23 de abril, no Los Angeles Times Building.

Gostou? Então Clique no Botão +1 e Curta no Facebook!





Receba novidades sobre "Turma da Mônica, Marvel, X-Men, Vingadores, Disney, DC, Blackest Night e Alan Moore" e outros posts do Entretendo. Cadastre-se:

Comente no Facebook!

4 Comentários

  1. victória disse:

    Este critico não deve saber nada sobre o que a turma da mônica e de verdade para nós que sempre amamos a turma da mônica!ele diz que que a mônica e agressiva?porque ele não sabe ve que pessonagem que marcou a minha vida e de milhares talvez bilhões de pessoas que adoram a monica,a magali ,o chico bento e toda turma que sempre nos encantou.

  2. igor chagas disse:

    olá pessoal da marvel eu queria falar sobre homem-aranha95 na historia mentes em chamas harry comta historia de duende verde la aparece um homem estranho que é ele a e as revistas estão saindo a unica revista que não tenho homem-aranha95.

  3. Fábio Leal da disse:

    Eu ñ quería comparar, mas… esse jornalista infeliz merece é queimar no fogo do inferno !!! Pois é, sinto-me enojado ao vislumbrar um comentário de um profissional do jornalismo que, opta por focar-se em personagens em quadrinhos para desabafar conotações nada convencionais c/ a realidade em que vivemos. Aludir à personagens tão inocentes e nobres quanto os são a Turma da Mônica, é como alegar que, se meus filhos assistirem ao Superman, irão tentar saltar de um prédio c/ a finalidade de voar !!! Cresci lendo a Turma da Mônica, meus filhos amam os quadrinhos e os desenhos da Turma da Mônica… é impossível crer que o ilustríssimo Dioclécio Luz, tenha se rebaixado mostrando-se tão apelativo assim… atacar quadrinhos voltados à crianças ??? Qualé !!! Vê se volta a ser criança camarada !!!

Faça o seu Comentário

© Copyright Entretendo.com 2007/2010. All rights reserved.
Theme Junkie Modificado e Otimizado. Políticas de Privacidade.