DC Comics relança origem do Superman, mas perde na justiça

1

É o seguinte, quem conhece o kryptoniano sabe que ele surgiu em 1938, na Action Comics 01. Logo na primeira história foi contada sua origem, de um bebê dentro de uma espaçonave, sendo enviado pelos seus pais para a Terra. Ele é encontrado por um casal, que o leva para um orfanato, mas não conseguindo se adaptar, este casal o adota. A criança cresce com super-poderes e se torna o Superman. Esta foi a primeira origem, depois disso, a história foi recontada várias vezes e nessas, sempre aconteceram modificações de algum tipo, bem pequenas, até depois de Crise nas Infinitas Terras, quando deixaram a cargo de John Byrne as mudanças na origem do personagem.

Lógico que Kal-El (em 1938 era somente Kal-L, que se tornou o nome do Superman da Terra 2) ainda era um bebê sendo enviado pelos pais, mas desta vez, Jor-El o envia ainda em formação, já que em Krypton as crianças eram todas geradas em tubos de ensaios. Kal-El não chega a Terra com seus super-poderes, vai adquirindo com o passar dos tempos, até quando atinge a idade adulta e aprende a desafiar a gravidade, voando. Quando salva Lois Lane de um acidente de avião, se torna o Superman.

Durante mais de uma década a origem readaptada por John Byrne foi bem aceita pela DC e pelos fãs do homem-de-aço, mas depois que Dan DiDio assumiu a empresa como editor-chefe, as coisas começaram a mudar e foi lançada O Legado das Estrelas (Birthright). Dá mais alta qualidade, com toda a certeza, já que era escrito por Mark Waid (52) e tinha desenhos muito bem traçados de Leinil Francis Yu (A Morte do Capitão América), só que aparentemente não foram as mudanças que DiDio queria, então durante algum tempo vimos coisas pequenas sendo alteradas, até o momento, quando a DC define que as mudanças acontecerão no mês de setembro na revista entitulada Superman: Secret Origin, que será escrita por Geoff Johns (Lanterna Verde: Renascimento) e desenhada por Gary Frank (Liga da Justiça) e será dividida em seis partes.

Nada contra recontar mais uma vez a origem do Superman, como se fosse a “definitiva”, mas aparentemente isso será feito para agradar aos caprichos do editor-chefe, nada mais. Não desacredito de Geoff Johns, que já demonstrou seu talento por várias vezes e continua demonstrando, mas está se tornando cansativo essa tentativa de trazer todo o passado do kryptoniano de volta, como já foi tentado em Legado e possivelmente acontecerá novamente.

E como eu mencionei a primeira aparição do personagem, vale saber que as herdeiras de Jerome Siegel (criador do Superman, junto com Joe Shuster), Joanne e Laura Shuster, tiveram ganho de causa referente ao período que a dupla trabalhou somente como free-lancers, fazendo as tiras de jornais e trabalhos sem contrato firmado com a editora. Este processo é uma verdadeira montanha-russa, pois as herdeiras terão direito – a partir de 2013 – total sobre o homem-de-aço, mas em julho deste ano, a empresa teve ganho favorável a respeito do nome Superboy e do período de Kal-El como adolescente, trajando a roupa vermelha e azul. Então, se alguma grande empresa – tipo a Disney com o Mickey Mouse – não vier a reclamar novamente sobre o direito de posse dos personagens, daqui a quatro anos poderemos estar vendo Superman lutar ao lado dos personagens da Marvel, sem a necessidade da empresa pagar royaltes e direitos a concorrente… Pensem bem como seria isso, e o mesmo poderá vir a acontecer, no outro ano com o Batman, e depois com o Robin, e com a Mulher Maravilha, Lanterna Verde, Flash… (Ativando modo irônico) Tadinha da DC! Tadinho de Dan DiDio!

Gostou? Então Clique no Botão +1 e Curta no Facebook!





Receba novidades sobre "DC Comics relança origem do Superman, mas perde na justiça" e outros posts do Entretendo. Cadastre-se:

Comente no Facebook!

01 Comentário

Faça o seu Comentário

© Copyright Entretendo.com 2007/2009. All rights reserved.
Theme Junkie Modificado e Otimizado. Políticas de Privacidade.